Unidade Acadêmica: escola de engenharia

Disciplina:  montagem industrial

Código:  04226

Duração: semestral

Sistema de Avaliação:sistema i

Carga horária: 30 h.a

Créditos:

Curso: eng. mec. e eng. mec. naval

Sem/Ano: 1 / 2017

EMENTA

Montagem industrial. Solda para o pessoal de montagem. Ferramentas e acessórios especiais de montagem. Montagem de estruturas metálicas. Montagem de equipamentos. Montagem de tubulações. Trabalho em "pipeshop". Pintura industrial. Montagem de instalações elétricas. Montagem de instrumentos e automação. Montagem de tanques e esferas. Montagem de estruturas navais. Planejamento, orçamentação e controle de obras de montagem.

 

PROGRAMA

UNIDADE 1

Recursos e seus custos na montagem.

1.1. Orçamentação

1.2. Recursos na montagem

1.2.1. Recursos humanos

1.2.2. Recursos materiais

1.3 Custo dos recursos

1.3.1. Custos de mão-de-obra

1.3.2. Custos com materiais

1.3.3. Custos com equipamentos, ferramentas e EPIs

1.4 Exemplo de composição de custo

1.4.1. Especificação dos serviços

1.4.2. Formatação da equipe

1.4.3. Demonstrativo para formatação de preços

UNIDADE 2

O canteiro de obras

2.1. Introdução

2.2. Planejamento do canteiro de obras

2.3. Armazenagem de materiais e equipamentos na obra

UNIDADE 3

Movimentação horizontal e vertical de cargas

3.1. Transporte de cargas

3.2. Tipos de Veículos e suas Capacidades de Transporte

3.2.1. Caminhões

3.2.2. Carretas

3.2.3. Chassis

3.2.4. Bi-trens

3.2.5. Treminhões

3.3. Equipamentos para movimentação e elevação de cargas

3.3.1. Pontes rolantes

3.3.2. Guindastes

3.4. Equipes de transporte e elevação de cargas

3.5. Planejamento do transporte e elevação de cargas

3.5.1. Operações especiais de rigging

UNIDADE 4

Soldagem

4.1. Equipamentos e processos de soldagem

4.1.1. Soldagem com eletrodo revestido

4.1.2. Soldagem TIG

4.1.3. Soldagem MIG/MAG (GMAW)

4.1.4. Soldagem a arco submerso (SAW)

4.2. Normas de soldagem

4.3. Segurança em soldagem

4.3.1. Roupas de proteção

4.4. Inspeção de soldas

4.5. Qualificação dos procedimentos de soldagem

4.6. Qualificação de soldadores

4.7. Mão-de-obra de soldagem

4.8. Custos de soldagem

4.8.1. Custo da mão-de-obra

4.8.2. Custo dos consumíveis

4.8.3. Custo de energia elétrica

4.8.4. Custo de depreciação

4.8.5. Custo de manutenção

4.8.6. Custo de outros materiais de consumo

4.8.7. Considerações finais

4.9. Índices de montagem

4.9.1. Consumo de eletrodos

4.9.2. Mão-de-obra

UNIDADE 5

Pintura industrial

5.1. Aplicação das tintas

5.1.1. Espessura de películas recomendáveis

5.2. Equipamentos e processos de pintura

5.2.1. Preparação das superfícies

5.2.2. Métodos de aplicação das tintas

5.2.2.1. Trincha

5.2.2.2. Rolo

5.2.2.3. Pistola convencional (a ar comprimido)

5.2.2.4. Pistola sem ar (Air-less)

5.2.2.5. Pintura eletrostática

5.3. Consumo de tintas

5.4. Normas técnicas de pintura

5.5. Custos da pintura

5.5.1. Custo inicial

5.5.2. Custo de manutenção

5.6. Índices de montagem

5.7.1. Pintura de estruturas metálicas

5.7.2. Mão-de-obra de pintura (Hh/m2)

5.7.3. Pintura de tubulações

UNIDADE 6

Montagem de equipamentos

6.1. Montagem industrial

6.2. Montagem de equipamentos

6.2.1. Montagem de bombas

6.2.1.1 Recebimento e armazenamento

6.2.1.2 Fundações

6.2.1.3 Nivelamento

6.2.1.4 Colocação da argamassa

6.2.1.5 Tubulações

6.2.1.6 Alinhamento

6.2.2. Montagem de vasos de pressão, tanques horizontais e outros equipamentos

6.3. Índices de montagem

UNIDADE 7

Montagem de estruturas metálicas

7.1. Procedimentos de montagem

7.2. Montagem de colunas de estruturas metálicas

7.3. Ligações em estruturas metálicas

7.4. Uso de esticadores na montagem de estruturas

7.5. Planejamento da montagem de estruturas

7.6. Índices de montagem

UNIDADE 8

Montagem de tubulações

8.1. Pré-fabricação e pré-montagem

8.2. Oficina de tubulação (Pipe shop)

8.3. Suportes de tubulações

8.4. Montagem.

8.4.1. Preparação para a montagem de tubulações

8.4.2. Montagem de tubulações

8.4.3. Casos especiais de montagem de tubulações

8.5. Oleodutos e gasodutos terrestres

8.6. Teste de pressão em tubulações e válvulas

8.7. Isolamento térmico

8.8. Limpeza de tubulações

8.9. Custo de serviços de tubulações

8.10. Mão-de-obra de equipes de trabalho de tubulações

8.10.1. Equipes de pré-fabricação e montagem

8.10.2. Equipes de isolamento térmico

8.11. Índices de montagem

UNIDADE 9

Montagem de tanques e esferas

9.1. Tanques

9.1.1. Montagem de tanques

9.2. Esferas

9.2.1. Montagem de esferas

9.3. Índices de montagem

9.4. Equipe de montagem

UNIDADE 10

Montagem de instrumentação

10.1. Elementos dos sistemas de controle

10.1.1. Conceitos básicos e terminologia

10.1.2. Classificação dos instrumentos

10.1.3. Exemplos de instrumentos em malhas de controle

10.1.4. Instrumentos mais comuns

10.1.5. Símbolos gráficos e identificação dos instrumentos

10.2. Materiais e equipamentos de instrumentação

10.2.1. Equipamentos e dispositivos

10.2.2. Instrumentos de medição

10.3 Montagem de instrumentação

10.5. Comissionamento de instrumentação

10.5.1. Definição e generalidades

10.5.2. Comissionamento X Condicionamento

10.5.3. Documentos mais usuais em um plano de condicionamento

10.5.4. As documentações de projeto

10.5.4.1. Procedimentos de Calibração de Instrumentos (Procedimentos Aprovados)

10.5.4.2. Folhas de Dados de Instrumentos

10.5.4.3. Listas de Instrumentos

10.5.4.4. Plantas de Locação de Instrumentos

10.5.4.5. Fluxogramas de Processo (PFD = Process Flow Diagram)

10.5.4.6. Fluxogramas de Engenharia (P&/D = Pipe and Instrumentation Diagram)

10.5.4.7. Diagramas de Malha

10.6. Índices de montagem de instrumentação

UNIDADE 11

Montagem de navios - apresentação de um caso

11.1. Descrição do projeto

11.2. Montagem

11.3. Conclusão, testes e entrega

BIBLIOGRAFIA

1. Quaresma, F.J.G., Manual Prático de Montagem Industrial. Rio de Janeiro: Q3 Editora: 2007.

2. Fernandes, P.S.T., Planejamento, Execução e Controle - Montagens Industriais. São Paulo - SP: Artliber Editora, 2005.

3. Telles, P. C. S, Tubulações Industriais - Materiais, Projeto, Montagem. Rio de Janeiro - RJ: LTC Editora S.A., 2001.

4. Borotta, R., Manual Técnico do Orçamentista. Curitiba - PR: Editora Globaltec Ltda: 2002.

5. Ghizze, A., Manual de Trocadores de Calor, Vasos e Tanques. São Paulo - SP: IBRASA, 1989.

6. Dias, C. G., Técnicas Avançadas de Instrumentação & Controle de Processos Industriais (Ênfase em Petróleo & Gás). Rio de Janeiro: C. A. Dias: 2005.

7. Lima, E. P. C., Mecânica das Bombas. Rio de Janeiro - RJ: Editora Interciência: PETROBRAS: 2003.

8. Macintyre, A. J., Bombas e Instalações de Bombeamento. Rio de Janeiro - RJ: Editora Guanabara Koogan S.A., 1987.

9. Macintyre, A. J., Equipamentos Industriais e de Processo. Rio de Janeiro - RJ: LTC Editora S.A., 1997.

10. Macintyre, A. J., Instalações Hidráulicas Prediais e Industriais. Rio de Janeiro - RJ: LTC Editora S.A., 1996.

11. Ghizze, A., Manual Técnico de Tubulações Industriais. São Paulo - SP: IBRASA, 1988.

12. Telles, P. C. S, Vasos de Pressão. Rio de Janeiro - RJ: LTC Editora S.A., 1996.

13. Nunes, L. P. e Lobo, A. C., Pintura Industrial na Proteção Anticorrosiva. Rio de Janeiro - RJ: Editora Interciência: 1998.

14. Pfeil, W. e Pfeil, M., Estruturas de Aço - Dimensionamento Prático. Rio de Janeiro - RJ: LTC Editora S.A., 2000.

15. Marques, P. V., Modenesi, P. J. e Bracarense, A. Q., Soldagem, Fundamentos e Tecnologia. Belo Horizonte - MG: Editora UFMG, 2005.

16. Wainer, E., Brandi, S. D. e Mello, F. D. H., Soldagem, Processos e Metalurgia. São Paulo - SP: Edgard Blücher, 1992.

17. Limmer, C.V., Planejamento, Orcamentação e Controle de Projetos e Obras. Rio de Janeiro - RJ: LTC Editora S.A., 1997.

18. Page, J. S., Estimator's Equipment Installation Man-Hour Manual. Houston - TX: Gulf Professional Publishing, 1999.

19. Page, J. S., Estimator's Piping Man-Hour Manual. Houston - TX: Gulf Professional Publishing, 1999.

20. Page, J. S., Estimator's Electrical Man-Hour Manual. Houston - TX: Gulf Professional Publishing, 1999.

21. Santos, V. A. S., Manual Prático da Manutenção Industrial. São Paulo - SP: Icona Editora, 1999.

22. Bega, E. A. (organizador), Instrumentação Industrial. Rio de Janeiro - RJ: Editora Interciência: IBP: 2003.

23. Cooley, D. C. e Sacchetto, Válvulas Industriais. Rio de Janeiro - RJ: Editora Interciência: 1986.

24. Telles, P. C. S, Materiais para Equipamentos de Processo. Rio de Janeiro - RJ: Editora Interciência: 2003.

25. Freitas, M. B., Transporte rodoviário de cargas e sua respectiva responsabilidade civil, Porto Alegre: 2004.

26. Telles, P. C. S e Barros, D. G. P., Tabelas e Gráficos para Projeto de Tubulações. Rio de Janeiro - RJ: Editora Interciência: 1998.

27. Cotrim, A. A. M. B., Instalações Elétricas. São Paulo - SP: Pearson Education do Brasil Ltda: 2009.

28. Barros, B. F. e Gedra, R. L., Cabine Primária - Subestações de Alta Tensão de Consumidor. São Paulo - SP: Editora Érica Ltda: 2009.